WWW.ANPLECOBUSS.COM > BEM VINDOS !! OBRIGADO POR SUA VISITA!! Visite nossa página no facebook >> https://www.facebook.com/ANPLECOBUSS quer ver suas fotos em nossa galeria? entre em contato..anpleco@gmail.com

NOTICIAS

 

Marcopolo | Notícias | MARCOPOLO COMEMORA 67 ANOS E HOMENAGEIA COLABORADORES


Marcopolo entrega três ônibus Viale BRT para a Canavieiras, em Florianópolis

16 de março de 2012 - sexta-feira | 14:47

A Marcopolo entergou nesta semana três unidades do novo ônibus Viale BRT para a empresa Canasvieiras Transportes, em Florianópolis.
O modelo Marcopolo Viale BRT articulado foi desenvolvido para aplicação nos sistemas de transporte coletivo em grandes centros urbanos e consumiu dois anos de pesquisas e desenvolvimento. A versão articulada tem até 21 metros de comprimento, capacidade para transportar 145 passageiros.
O veículo possui conjuntos óticos dianteiro e traseiro em LEDs, que proporcionam melhor iluminação e reforçam a identidade da marca. Também é o primeiro ônibus urbano no mercado brasileiro a contar comDaytime Running Light, dispositivo de acendimento automático dos faróis mesmo durante o dia. Os vidros laterais do Viale BRT são colados para garantir maior visibilidade e proporcionar uma visão panorâmica aos passageiros.
Internamente, o Viale BRT procurou inovar nos conceitos de ocupação de espaço e de ergonomia. A maior largura interna, associada à configuração das poltronas, oferece maior área livre e facilita a circulação dos passageiros, tornando a viagem mais cômoda e confortável. A altura interna também foi aumentada, permitindo a inclusão de eficientes dutos de ar, alto-falantes e amplo espaço para propaganda nas laterais superiores.
O veículo pode ser oferecido com GPS, televisão digital, internet sem fio (wireless), câmeras de segurança, computador de bordo, além de sistemas de indicação de parada audiovisual e gerenciamento de frota.
Possui câmbio automático e sistema de segurança para que o ônibus não se movimente com as portas abertas. O veículo atende todas as exigências dos sistemas de plataformas de embarque existentes no País, com opção de porta com 1.100 mm de vão-livre na frente do rodado dianteiro e piso elevado, adaptados à acessibilidade.
Foto: Divulgação / Marcopolo

http://www.clicrbs.com.br/pioneiro/rs/impressa/11,3697311,154,19208,impressa.html 

BRT em Floripa


Três ônibus Viale BRT foram entregues esta semana para a Canasvieiras Transportes, em Florianópolis. A empresa catarinense é a segunda no país a agregar à frota o articulado ônibus da Marcopolo com capacidade para 145 passageiros e 21 metros de comprimento.

Com os veículos, a promessa é um transporte público mais confortável, seguro e rápido. O Viale BRT consumiu dois anos de pesquisas.


Ônibus não poluente será oferecido a Porto Alegre

Empresa já venceu a licitação para fornecimento de 30 veículos movidos a hidrogênio para a prefeitura de São Paulo

O transporte coletivo de Porto Alegre pode ganhar uma alternativa não poluente: um ônibus movido a hidrogênio. Conforme informações deZero Hora, nesta quarta-feira, dia 8 de fevereiro, o projeto do veículo será apresentado a autoridades da Capital pelo executivo caxiense Agenor Boff, representante da Tuttotrasporti, empresa que há mais de 15 anos fabrica chassis de ônibus.

Agenor Boff / Divulgação

Em 2006, a Tuttotrasporti desenvolveu um chassi especial que, segundo ela, seria o primeiro veículo a hidrogênio da América Latina. Um protótipo de veículo foi produzido e fornecido à Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo. O projeto foi aprovado após quase seis anos e a empresa já firmou contrato para fazer mais três ônibus. A Tuttotrasporti também acaba de vencer uma licitação para fornecimento de 30 veículos movidos a hidrogênio para a prefeitura de São Paulo.

Segundo Boff, o preço do combustível também é vantajoso. O empresário estima que, quando construir 700 unidades, o custo de produção já vai equivaler ao dos veículos a diesel. Além disso, considera que a meta será fácil de ser alcançada, já que o Brasil produz cerca de 30 mil ônibus por ano.

Como funciona
Os veículos a hidrogênio possuem um motor elétrico e não a combustão, como os convencionais. Por eletrólise, as moléculas de hidrogênio são isoladas e transformadas em gás, que é introduzido numa célula de combustível dentro do ônibus e gera energia elétrica – a que move o veículo.

O veículo movido a hidrogênio gasta o mesmo que gastaria em gasolina – e custa mais que o óleo diesel. Quando uma frota inteira usar esse combustível, Boff garante que sairá muito mais barato do que óleo, já que a matéria-prima pode ser água. O hidrogênio pode ser obtido a partir de gás natural (da Bolívia), etanol (álcool) e água.
  
PENSE CARROS    http://revista.pensecarros.com.br/especial/sc/editorial-veiculos/19,521,3656252,Onibus-nao-poluente-sera-oferecido-a-Porto-Alegre.html

BRT MARCOPOLO NA FESTA DA UVA

CAIXA-FORTE | SILVANA TOAZZA

VISIBILIDADE AO QUE É NOSSO

Muitos leitores perguntam: mas qual é o objetivo da participação de grandes indústrias na Festa da Uva?

É verdade, o evento não traz resultados de negócios, mas sim grande retorno de imagem. É uma ação institucional que reverte-se em valorização da festa e em visibilidade às companhias que levam o nome de Caxias mundo afora.


Tão importante é a vitrine Festa da Uva que a Marcopolo, por exemplo, inovará nesta edição. Reproduzirá, em seu estande, uma plataforma de embarque e desembarque de passageiros de ônibus do sistema BRT (Transporte Rápido por Ônibus, na sigla em inglês), inclusive com o veículo na parada, um Viale BRT. O moderno sistema deve ser implementado em diversas cidades brasileiras nos próximos anos, garantindo maior rapidez, conforto e segurança para os passageiros.

Para Valter Gomes Pinto, executivo da Marcopolo, a presença da empresa na Festa da Uva 2012 é mais uma oportunidade para promover a interação com o cliente, com a comunidade e com seus colaboradores.

– A Marcopolo prestigia e participa da Festa da Uva desde 1958 e, em todas as edições, convida os clientes do Brasil e Exterior e estimula os colaboradores e seus familiares a visitarem o evento – salienta.

Além da plataforma BRT, a empresa também expõe na Festa da Uva dois de seus mais recentes lançamentos: o Viale BRT e o Paradiso 1800 Double Decker, primeiro ônibus produzido com motorização Euro 5, dentro da nova legislação para emissão de poluentes. Com configuração sofisticada, esse último modelo recebeu decoração alusiva à Festa da Uva, como mostra a foto.

Possui padrão de conforto e comodidade comparáveis às da primeira classe de voos internacionais, com diferenciais como geladeira e mesa de jogos. A cidade aplaude a presença de marcas da terrinha.

http://www.clicrbs.com.br/pioneiro/rs/impressa/11,3660471,154,18976,impressa.html

MARCOPOLO LANÇA PROMOÇÃO NO TWITTER E FACEBOOK



Empresa sorteará 11 miniaturas do ônibus rodoviário Paradiso 1200 Geração 7
Com objetivo de divulgar sua fan page no Facebook, recentemente lançada, a Marcopolo inicia em dezembro uma campanha promocional na rede social. Intitulada “Eu curto a Fan Page da Marcopolo”, a campanha vai sortear, a partir do próximo dia 15, 11 miniaturas exclusivas do ônibus rodoviário Paradiso 1200 da Geração 7.
Os usuários das redes sociais poderão concorrer pelo Twitter e pelo Facebook. Para participar basta curtir, no Facebook, a fan page e depois que as metas de 1.000, 2.000 e 3.000 “curtir”, respectivamente será habilitada em cada uma das fases, a aba “Promoções” e clicar em – Quero participar, ou pelo Twitter, compartilhando a mensagem “Eu curto a Fan Page da Marcopolo – http://kingo.to/Uoo @OnibusMarcopolo e quero concorrer a uma miniatura exclusiva do Paradiso G7 1200”.
No dia 15 de dezembro serão sorteadas as duas primeiras miniaturas para quem participar pelo Twitter. As outras nove miniaturas serão sorteadas para os usuários do Facebook em três sorteios que ocorrerão 10 dias após a fan page atingir 1.000, 2.000 e 3.000 seguidores, respectivamente. Os sorteios serão realizados por intermédio da ferramenta do site Sorteie.me.

Marcopolo | Notícias | MARCOPOLO COMEMORA 67 ANOS E HOMENAGEIA COLABORADORES Leia a materia na integra:

PREFEITO DO RIO DE JANEIRO CONHECE NOVO ÔNIBUS MARCOPOLO VIALE BRT





Busólogo acha "similares" em fotoblogs e deixa de se achar excêntrico


gostar de carros é perfeitamente aceito e até incentivado. Mas ser apaixonado por ônibus? Isso só pode ser visto como desvio de conduta ou personalidade, afinal, ser bem-sucedido é andar de carro, avião ou helicóptero. Os auto-intitulados "busólogos" (o nome não ajuda) serem vistos como malucos revela a lógica individualista da sociedade.



Os próprios adeptos se imaginavam tão excêntricos que escondiam dos outros o gosto por ficar horas na rodoviária, levar máquina fotográfica para o ponto e memorizar itinerários de ônibus que nunca pegaram.

MANUAL DE BUSOLOGIA
Apu Gomes/Folha Imagem
Enquanto os carros têm revistas e jornais...
Rogério Cassimiro/Folha Imagem
...ônibus só entra no noticiário quando é...
Crédito
...incendiado, se acidenta ou depredado...
Arquivo Folha
...mas os busólogos veneram modelos do...
Luiz Carlos Muraskas/Folha Imagem
...passado como o "dose dupla" de Jânio
FOTOBLOG MINEIRO 1
FOTOBLOG MINEIRO 2
FOTOBLOG PAULISTA
BUSÓLOGOS MEXICANOS
GOSTAR DE ÔNIBUS É EXCÊNTRICO?
Só com o advento da internet, na década passada, eles souberam que não estavam sozinhos no mundo. "Só pouco tempo atrás descobri na net pessoas tão fascinadas como eu", conta Vitor Dias, que tem mais de 2.000 miniaturas de coletivos. "É muito bom saber que existem busólogos como eu, pois tem gente que acredita que nós somos loucos", confessa Leo Rodrigo.

Os fotoblogs (confira alguns links no quadro ao lado) são o principal meio para eles se encontrarem e exibirem seus prêmios: imagens de veículos antigos e raros ou modernos e estilosos. Os freqüentadores capricham nos comentários. E até surgem polêmicas sobre os modelos, com defensores e detratores.

"Acho a frente da Comil sem harmonia...o design é desconjuntado...tenho pena dos tripulantes e também dos passageiros", escreveu Enéas, de Belo Horizonte. A resposta veio de Genelci, de Barra do Garça (MT): "Essa carroceria é show... colocou a Marcopolo no chinelo, é lindo de doer." Mas as críticas eram maioria, até com referências internacionais. "Não gostei do design deste ônibus, parece uma tentativa (fracassada, a meu ver) de copiar o futurista Neoplan Starline europeu", cravou Luiz Eduardo, de Recife.

O cálculo é que existam cerca de 3.000 adeptos da busologia no país, para um total de 40 mil pelo planeta. Além de fotos, eles colecionam pôsters, miniaturas e adesivos da lataria. Ficam conhecidos dos empresários de tanto que visitam garagens de viação e fábricas, a ponto de participarem da festa de final de ano dessas firmas.

Memorizam detalhes de pintura, carroceria, chassis, motor, freio, retrovisor, banheiro e escada dos modelos. E fazem congressos para reunir experiências, como o encontro nacional que aconteceu em maio de 2007, em Belo Horizonte, com direito a um participante argentino - a Argentina se proclama como a inventora do ônibus em 1928, mas França e Alemanha lutam pela paternidade bem antes, no século 19.

Nos fotoblogs, eles também denunciam veículos abandonados em terrenos baldios e vão atrás de ônibus antigos que viraram guincho ou carro de manutenção das viações. Alguns são mais especializados em ônibus urbanos, outros em rodoviários.

Nesse clubinho, as mulheres são minoria. Então não é de estranhar quando a comunicação entre eles tem frases como "Amélia que deixa saudoso", "Vitória é bem legal" ou "Gabriela tinha um formato bonito". Esses são modelos de ônibus, não garotas busólogas que caíram nas graças dos colegas. E, se eles usam a expressão "saia-e-blusa", não para comentar a roupa delas: assim é chamada a pintura da carroceria em duas cores horizontais.

A maioria desse grupo é formada por homens entre 15 e 45 anos que, em algum momento da infância ou adolescência, se viram fascinados pelos coletivos. Há até uma revista especializada para os aficionados, a In Bus Transport, que cataloga 82 indústrias de ônibus no país (o Brasil só fica atrás da China na produção) e 9.200 empresas operando linhas.

Os busólogos também colecionam curiosidades, como o maior trajeto internacional de ônibus (da argentina Bariloche à venezuelana Caracas) e a adaptação paulistana dos ônibus londrino de dois andares. O resultado foi que o "double deck" virou por até o "dose dupla", em brincadeira com o prefeito de São Paulo à época, Jânio Quadros.


A Marcopolo foi eleita como a melhor empresa na categoria Carrocerias para Ônibus, na edição 2010 das Maiores & Melhores do Transporte e Logística. A premiação foi recebida hoje, dia 30 de novembro, em São Paulo, pelo diretor do Conselho de Administração Valter Gomes Pinto.

O crescimento obtido nos últimos anos, a maior participação no mercado brasileiro, assim como a aceleração da produção nas unidades do exterior foram os fatores que levaram, mais uma vez, a Marcopolo a conquistar o Prêmio Maiores & Melhores do Transporte e Logística, da OTM Editora.

Entre os critérios de avaliação do Prêmio Maiores & Melhores do Transporte e Logística estão a receita operacional líquida, que analisa o total de vendas; o crescimento da receita, que mostra a evolução das vendas em comparação ao ano anterior, além de produtividade do capital e a relação entre a receita e os investimentos feitos pela empresa.


Fonte da noticia:







Marcopolo enfrenta barreira para abrir fábrica na China



Não é apenas a Embraer que enfrenta resistência do governo da China para investir no país. A fabricante de ônibus Marcopolo também tem dificuldades para levar adiante seus planos de ter uma planta para fabricação de ônibus em território chinês voltada ao mercado local.
A barreira aos investimentos brasileiros entrou na pauta da reunião que a subsecretária-geral de Ásia do Itamaraty, Maria Edileuza Fontenele Reis, teve ontem em Pequim com o vice-ministro do Comércio para as Américas, Wang Chao.
Apesar da pressão de Brasília, a resposta chinesa ao pleito da Embraer foi a mesma que vem sendo apresentada há meses: a reivindicação está em estudo. No caso da Marcopolo, os chineses disseram que darão atenção aos interesses da empresa.
A principal queixa é a diferença de tratamento aos investimentos estrangeiros entre a China e o Brasil. Para fabricar ônibus na China e vendê-los no mercado local, a Marcopolo tem de se associar a uma empresa chinesa que tenha 50% do negócio, em razão da política oficial de Pequim de proteger o empresariado local.
Já um fabricante de ônibus chinês pode abrir uma planta no Brasil com capital totalmente estrangeiro e vender os produtos no mercado nacional em condições de igualdade com empresas controladas por brasileiros.
A Marcopolo abriu um escritório na China em 2002, e desde 2008, possui uma fábrica de componentes a 160 km de Xangai. A empresa tem planos de produzir ônibus para o mercado local e também para exportação e está em busca de um sócio chinês.
Apesar da política protecionista em relação aos investimentos, Chao disse na reunião que a China gostaria de ver a ampliação da presença de empresas brasileiras no país.
Em resposta, Maria Edileuza apresentou os casos da Embraer e da Marcopolo e sugeriu que o assunto seja analisado pelo grupo dedicado aos investimentos dentro da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban), o principal mecanismo de discussão de temas bilaterais, criado em 2004. "A Marcopolo enfrenta dificuldades em razão da concorrência no mercado local", observou a embaixadora.
Espera. A Embraer aguarda há meses a resposta do governo chinês a seu pedido de produzir o modelo E-190, para até 120 lugares, na fábrica que mantém em Harbin com a chinesa Avic. O setor também é protegido pelo governo de Pequim e empresas estrangeiras são obrigadas a se associar a chinesas se quiserem ter plantas no país.
A fábrica de Harbin produz atualmente um avião menor, de 50 lugares, que não encontra mais demanda na China. As últimas unidades serão entregues no começo do próximo ano. Se a autorização para produção do E-190 não for dada, a Embraer pretende fechar a unidade no país asiático.
Na mesma reunião, os chineses manifestaram interesse de investir no Brasil nos setores de energia, de transmissão de energia, no trem de alta velocidade e nas obras relacionadas aos Jogos Olímpicos de 2016.
Maria Edileuza ouviu a cobrança de implementação da promessa de reconhecer a China como economia de mercado, feita em 2004 durante visita do presidente Hu Jintao ao Brasil.
A medida encontra forte resistência da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que a considera como mais uma ameaça ao setor privado na concorrência com a China.
A concessão do status de economia de mercado dificultaria a adoção de medidas antidumping, que são barreiras contra a importação de produtos vendidos abaixo do seu preço de fabricação. Atualmente, as tarifas adicionais adotadas nesses casos têm por referência preços internacionais, já que os praticados na China seriam destorcidos em razão do fato de o país não ser uma economia de mercado.
Com a mudança, as medidas antidumping teriam de ter como referência os custos de produção e os preços praticados dentro do mercado chinês, que são bem mais baixos que os de outros países.
Maria Edileuza afirmou que o Brasil mantém o compromisso "político" de reconhecer a China como economia de mercado, mas ressaltou que o assunto depende de decisões do Ministério do Desenvolvimento.
A embaixadora argumentou na reunião que a demora no cumprimento da promessa não afetou as vendas entre os dois países, uma vez que o comércio bilateral teve crescimento de 46% de janeiro a outubro deste ano, na comparação com o mesmo período de 2009. 





O Hibribus, ônibus com motor elétrico e a diesel, já é realidade em Curitiba

O ônibus híbrido, que funciona com motor elétrico e a diesel, começou a rodar ontem em Curitiba e, segundo os jornais da capital paranaense, foi aprovado pelos primeiros passageiros.
O Hibribus circulará em teste por três semanas em um trajeto específicico de Curitiba.
O silêncio ao rodar é uma das vantagens, mas não é a única do veículo, que tem capacidade para transportar 82 passageiros, 32 deles sentados.
O ônibus híbrido é fabricado pela empresa Volvo, na Suécia, e está sendo testado também em São Paulo e no Rio de Janeiro.
Dependendo dos resultados, o veículo pode ser fabricado na unidade da Volvo em Curitiba e incorporado à frota da cidade para a Copa do Mundo de 2014.
O maior benefício é para o meio ambiente. O motor elétrico é usado para arrancar o ônibus e chegar a uma velocidade de 20 Km/h. Depois, entra em ação o motor a diesel. A energia gerada pelas freadas recarrega as baterias e, enquanto ele estiver parado, o motor a diesel fica desligado.
A emissão de poluentes do ônibus híbrido é 50% menor do que nos ônibus comuns. A economia de combustível fóssil chega a 40%. O ônibus também pode utilizar o biodiesel.
Confira também
  • Share/Save/Bookmark
FONTE DA NOTICIA:http://wp.clicrbs.com.br




Fiscalização do uso da cadeirinha infantil começa na próxima terça

Raíza Tourinho l A TARDE

Fernando Vivas/Agência A TARDE
Em algumas lojas da capital, a espera pelo equipamento chega a mais de um mês
Em algumas lojas da capital, a espera pelo equipamento chega a mais de um mês

A fiscalização do uso do dispositivo de retenção no banco de trás dos veículos para o transporte de crianças de até 7 anos e meio começa a ser feita nesta terça-feita, dia 1° de setembro. Apesar da obrigatoriedade, muitos pais estão tendo dificuldade de comprar  o equipamento. Isso porque as cadeiras estão em falta em algumas lojas da capital.
A professora primária Mariana Pereira, por exemplo, está preocupada com a situação. Mãe de Morena,  2 anos, ela não consegue achar a cadeira nas lojas. “Há um mês, fomos comprar uma. Porém, a mais barata era R$ 400. Agora que juntei o dinheiro, não consigo achar”, desabafa.
A coordenadora da loja Planeta Bebê, Gabriela Nascimento, conta que há pais que esperam desde julho pelo equipamento. “Não estamos conseguindo suprir a demanda. Quando o produto chega, acaba em menos de dois dias” conta ela, acrescentando que o equipamento está em falta na loja e não há previsão de novas remessas da fábrica. Na lista de espera do estabelecimento, há 26 pessoas aguardando a chegada do item que varia de R$ 250 e R$ 1.6 mil.
Já o supervisor de vendas da Bmart, Agno Souza, informa que na loja há ainda unidades do produto. “As vendas dobraram depois que a lei entrou em vigor. Vendemos dez por dia”, afirma ele.
A  lei que obriga a utilização do item entrou em vigor  em 2008. No dia 9 de junho terian início a fiscalização com multa, mas a data foi adiada devido a falta de equipamento no mercadon. O descumprimento da Resolução 277 de 2008, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), é  uma infração gravíssima e pode gerar retenção do carro e multa de R$ 191,54. A regra não é válida para vans escolares, táxis e ônibus.
Segundo o superintendente de Trânsito e Transporte de Salvador, Renato Araújo, o órgão só tem o poder de fiscalizar o cumprimento da lei. “Esperamos que o Contran adie a fiscalização para não prejudicar os pais que não conseguiram o equipamento”, conta Araújo.


Fiscalização do transporte de criança começa dia 1°
No dia 1° de setembro será iniciada a fiscalização das novas regras para o transporte de criança. A Resolução 277 do Contran, publicada em junho de 2008, determina que crianças de até sete anos e meio deverão ser transportadas obrigatoriamente no banco traseiro utilizando o dispositivo de retenção.
Segundo a norma, as crianças de até um ano de idade deverão ser transportadas no equipamento denominado conversível ou bebê conforto, crianças entre um e quatro anos em cadeirinhas e de quatro a sete anos e meio em assentos de elevação. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, as crianças até dez anos devem ser transportadas no banco traseiro.
Quem descumprir as normas referentes ao transporte de criança está sujeito a penalidade prevista no artigo 168 do Código de Trânsito Brasileiro, que considera a infração gravíssima e prevê multa de R$ 191,54, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e a retenção do veículo até que a irregularidade seja sanada.

Veja as regras para o transporte de crianças:

As crianças menores de dez anos devem ser transportadas no banco traseiro dos veículos utilizando equipamentos de retenção.
No caso da quantidade de crianças com idade inferior a dez anos exceder a capacidade de lotação do banco traseiro é permitido o transporte da criança de maior estatura no banco dianteiro, desde que utilize o dispositivo de retenção.
No caso de veículos que possuem somente banco dianteiro também é permitido o transporte de crianças de até dez anos de idade utilizando sempre o dispositivo de retenção.
Para o transporte de crianças no banco dianteiro de veículos que possuem dispositivo suplementar de retenção (airbag), o equipamento de retenção de criança deve ser utilizado no sentido da marcha do veículo. Neste caso, o equipamento de retenção de criança não poderá possuir bandejas ou acessórios equivalentes e o banco deverá ser ajustado em sua última posição de recuo, exceto no caso de indicação específica do fabricante do veículo.
No caso de motocicletas, motonetas e ciclomotores o Código de Trânsito Brasileiro estabelece no artigo 244, inciso V, que somente poderão ser transportadas nestes veículos crianças a partir de sete anos de idade e que possuam condições de cuidar de sua própria segurança.

Segundo a Resolução 277/08 do Contran:

As crianças com até um ano de idade deverão utilizar, obrigatoriamente, o dispositivo de retenção denominado “bebê conforto ou conversível”
 
As crianças com idade superior a um ano e inferior ou igual a quatro anos deverão utilizar, obrigatoriamente, o dispositivo de retenção denominado “cadeirinha”
 
As crianças com idade superior a quatro anos e inferior ou igual a sete anos e meio deverão utilizar o dispositivo de retenção denominado “assento de elevação”.
 
As crianças com idade superior a sete anos e meio e inferior ou igual a dez anos deverão utilizar o cinto de segurança do veículo
 




Mais informações,
Assessoria de Imprensa – Denatran






Produção da Marcopolo cresce 56% no trimestre

E-mailImprimirPDF
A Marcopolo fechou o primeiro trimestre do ano com receita líquida consolidada de R$ 679,2 milhões, lucro de R$ 69,1 milhões e produção mundial de 6.134 unidades, números acima dos registrados historicamente para o período. O resultado representa crescimento de 46,6% na receita líquida e de 55,9% na produção mundial na comparação com o mesmo período do ano passado. A projeção da empresa para o ano é atingir receita líquida de R$ 2,550 bilhões e produção de 24,7 mil unidades.

O desempenho foi positivo tanto nas operações locais quanto nas do exterior. Lá fora o destaque é para a fábrica da Índia, com aumento de 211%, somando 1.320 ônibus e representando 21,5% do total. A projeção para este ano é acima de 6 mil veículos no resultado da Marcopolo, que tem 49% da joint venture com a Tata Motors.
Na África do Sul a produção da fábrica da Marcopolo, mais as unidades PKDs enviadas do Brasil e acopladas localmente, resultaram em crescimento de 282,6%. Foram montados 264 ônibus contra 69 unidades no mesmo período de 2009. Os negócios fechados desde o ano passado para fornecimento de ônibus para a Copa do Mundo de Futebol totalizaram quase 700 unidades.
As entregas de veículos para a Fifa e para os sistemas de transporte urbanos das cidades-sede vêm sendo realizadas desde janeiro e serão concluídas no final de maio.
O diretor-geral José Rubens De La Rosa sustenta que o fornecimento para a Copa do Mundo foi fundamental para o resultado, tanto pelo volume quanto pelo alto valor agregado aos veículos. "Os modelos rodoviários de alto luxo e urbanos articulados modernos nos permitiram obter margem maior do que conseguimos com os veículos convencionais."
As demais unidades no exterior também apresentaram crescimento, com exceção da fábrica do México. Na Colômbia foram fabricadas 189 unidades, 8,6% a mais que em 2009. Na Argentina o aumento foi de 17,5%, com 134 unidades. De acordo com De La Rosa, no México foram produzidas somente 85 unidades, pois a fábrica ficou fechada quase todo o trimestre. Mas adianta que o mercado local já deu sinais de recuperação.
(Jornal do Comércio)






• Últimas Notícias












FONTE DA NOTICIA :http://www.panrotas.com.br/















Tap tem ônibus gratuito entre CGH e Viracopos



A Tap disponibiliza uma linha de ônibus para levar seus passageiros de São Paulo capital para o aeroporto de Viracopos sem qualquer custo adicional. O ônibus sai do Aeroporto de Congonhas e segue para Viracopos, em Campinas, de onde sai o mais novo voo direto da companhia no Brasil, com destino a Lisboa.

São três frequências semanais: às terças e quintas-feiras e aos sábados, e com essa nova rota passa a oferecer 17 voos por semana entre a Europa e o Estado de São Paulo.

O voo sai do aeroporto internacional de Viracopos às 22h35 e chega à capital portuguesa às 12h35 (horário local). No sentido inverso, o voo sairá do Velho Continente às 15h05 (horário local) e pousará em Campinas às 21h05 (horário de Brasília). A viagem tem duração aproximadamente de dez horas.

Para os passageiros usufruirem do ônibus gratuito a reserva deverá ser efetuada com antecedência mínima de 48 horas. Para embarque no ônibus Tap em Congonhas, os passageiros deverão chegar com 30 minutos de antecedência e apresentar-se ao balcão Tap na área de desembarque (chegadas domésticas). E em Viracopos, tão logo realizado o desembarque, os passageiros deverão dirigir-se à área externa do terminal, onde estará localizado o veículo.

Os ônibus que farão o trajeto são modernos e equipados com ar condicionado, TV e banheiros. "Esse é um serviço que a companhia oferece para deixar mais ainda confortável e exclusiva a viagem de seus passageiros para a Europa através de Viracopos", diz o diretor da Tap no Brasil, Mário Carvalho.










Marcopolo investe pesado


Nada de timidez quando o assunto é investimentos. O conceito de ordem na caxiense Marcopolo é avançar com agilidade. Prova disso é que a fabricante de ônibus aplicará R$ 60 milhões até o final do ano em suas operações no Brasil e no Exterior.

Os fartos recursos integram um programa de investimentos de R$ 330 milhões, iniciado em 2008, para modernização das fábricas, dos processos produtivos e para o desenvolvimento da linha de produtos.

Segundo José Rubens de la Rosa, diretor-geral da Marcopolo, a maior parte dos investimentos está sendo aplicada na aquisição de equipamentos e nos layouts de produção das unidades de Ana Rech e Planalto, em Caxias, e na Ciferal, no Rio de Janeiro. O executivo antecipa duas novidades:

– Ainda este ano, vamos inaugurar uma nova unidade específica para a produção de componentes plásticos, em Ana Rech, e uma nova área de pintura, na Ciferal, que será modelo em termos de preservação ambiental.

FONTE: SILVANA TOAZZA/CAIXA FORTE/PIONEIRO



Para todo o Brasil
Alguns ônibus da capital paulista já possuem televisores com conteúdo da Globo.Alguns ônibus da capital paulista já possuem
televisores com conteúdo da Globo.
(Foto: Gustavo Petró/G1)
Durante o Painel de Tecnologia, foi apresentado um conversor de TV digital com foco para o público que vive em áreas rurais. A Globo também testa colocar televisores em ônibus para reproduzir seus programas ao vivo e gravados. Na cidade de São Paulo já existem 300 ônibus com estes televisores, sendo que 30 estão transmitindo a programação ao vivo. Para escutar a transmissão, é necessário sintonizar uma estação FM por meio de qualquer rádio.
Na tela, além da programação da Globo, aparecem outras informações como previsão do tempo da cidade e notícias do G1. Estes conteúdos poderão ser atualizados pode meio da rede móvel 3G. Cada ônibus possui uma antena interna para captar a transmissão. Eles também possuem um gerador de sinal FM de curto alcance para o som chegar ao rádio do usuário.










Fonte G1 http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2010/06/globo-apresenta-tv-interativa-e-leva-programacao-para-os-onibus.html










Ônibus daqui rodando na África

Empresas da Serra lucram com evento esportivo mesmo em outro continente


Caxias do Sul – Daqui a pouco mais de um mês, o mundo estará com os olhares voltados para as seleções que circularão pela África do Sul durante a Copa do Mundo. E aproveitando os holofotes em torno das celebridades esportivas, ganharão visibilidade produtos feitos aqui na cidade. Entre os itens que estarão por lá, o destaque é para os ônibus que transportarão as comitivas oficias da Federação Internacional de Futebol (Fifa) e as delegações dos 32 países participantes. Todos esse veículos saíram das unidades da Marcopolo de Caxias do Sul, rumando para o espetáculo esportivo.

A licitação da Fifa, vencida pela empresa caxiense ainda em agosto do ano passado, gerou uma encomenda à Marcopolo de 460 ônibus rodoviários especiais para a federação. Na carona, a caxiense emplacou a venda de mais de 200 unidades urbanas para modernização da frota de quatro cidades africanas. É a primeira vez que a empresa negocia seus ônibus a uma Copa do Mundo.

– Desde que a Copa do Mundo foi anunciada na África do Sul, nós direcionamos o foco para aquele mercado. Temos unidade no país desde 2000 e há quatro anos começamos a movimentação para atender o evento porque prevíamos que iria haver necessidade de ampliação do transporte rodoviário e urbano – explica o diretor comercial para o mercado internacional, Paulo Andrade.

Os ônibus enviados especialmente para a Fifa foram produzidos em Caxias do Sul entre setembro do ano passado e fevereiro, quando embarcaram para uma viagem de pouco mais de 30 dias até chegarem à África do Sul. As unidades saíram daqui 80% prontas, pintadas de branco, ainda sem o chassi e o design externo. A finalização ocorreu na unidade da Marcopolo em Joanesburgo, de onde todos os modelos rodoviários saíram prontos para rodagem. O prazo de entrega se encerrou em 30 de abril.

Os ônibus que transportarão as delegações receberam frases escolhidas por concurso da Fifa feito pela internet e, segundo Andrade, já estão prontos. Ainda não foram divulgados quantos ônibus cada delegação terá, já que os 460 encomendados pela federação serão utilizados também para o transporte de visitantes. Mas, pelo menos dois, exclusivos do modelo Multego, serão para a comitiva oficial da Fifa. Eles têm assentos mais amplos, são equipados com geladeira, monitores televisivos especiais, entre outros diferenciais, como a porta ao centro. Os demais veículos são dos modelos Paradiso 1200 e Andare 1000, todos com capacidade entre 38 e 46 lugares.

vanessa.franzosi@pioneiro.com (fonte da noticia)
VANESSA FRANZOSI
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
Vanessa Franzosi | vanessa.franzosi@pioneiro.com (fonte da materia)
Ônibus da caxiense Marcopolo estarão na Copa do Mundo da África transportando turistas, visitantes, as delegações dos 32 países participantes e a comitiva oficial da Federação Internacional de Futebol (Fifa). A empresa ganhou licitação da federação em agosto do ano passado e embarcou, em fevereiro, 460 ônibus rodoviários que estarão na Copa.

Os veículos saíram de Caxias 80% prontos e receberam na unidade da empresa em Joanesburgo o chassi e a decoração externa, incluindo os adesivos que identificam cada delegação. Os ônibus foram entregues para a Fifa totalmente finalizados no final de abril.

A Marcopolo, além dessa venda, também fechou negócios com quatro cidades africanas para a renovação da frota dos ônibus urbanos, o que garantirá à caxiense negócios para, pelo menos, os próximos quatro anos
.
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>













Ônibus são dos modelos Paradiso 1200 e 1050, da nova Geração 7

A Viação Garcia, uma das principais empresas do Brasil no transporte rodoviário estadual e interestadual, acaba de adquirir 100 ônibus Marcopolo da nova Geração 7. Os veículos, dos modelos Paradiso 1200 e 1050, serão montados com chassis Volvo B9R e B12R e começarão a ser entregues a partir de junho.

O negócio, no valor de aproximadamente R$ 55 milhões, é um dos maiores feitos este ano pela Marcopolo. Envolve unidades da nova Geração 7 e faz parte da renovação de frota da Viação Garcia, que este ano comemora 75 anos de atividades. Com sede em Londrina, a empresa tem rotas que cobrem os estados do Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

"A Viação Garcia é uma das principais operadoras do transporte brasileiro de passageiros, com mais de 500 veículos em sua frota, e tradicional cliente Marcopolo. Para nós, a escolha da empresa pelos nossos novos modelos é o reconhecimento de todo o investimento que realizamos nos últimos anos para lançar veículos únicos em qualidade, conforto e segurança para o passageiro e baixo custo operacional e redução de emissões", destaca Paulo Corso, diretor de operações comerciais da Marcopolo para o mercado brasileiro.

Considerado ideal para o transporte em viagens de médias e grandes distâncias, os modelos Paradiso 1200 e 1050, com chassis Volvo B12R e B9R, apresentam baixo custo operacional e extrema robustez. Os veículos serão utilizados nas linhas da empresa no Paraná e para outros estados brasileiros.

Os ônibus contam com equipamentos exclusivos como os kits para refrigeração de freios e pneus. Instalados nas caixas de roda, aproveitam o fluxo natural de circulação do ar com o veículo em deslocamento para reduzir a temperatura desses componentes, aumentando a sua vida útil. Para ampliar ainda mais o padrão de conforto para os passageiros, os ônibus da Viação Garcia são equipados com sistema de ar-condicionado com saídas individuais.
Fonte: ShopTrans - Negócios Inteligentes

Data: 10/05/2010